martes, 27 de septiembre de 2016

Sporting dominador, FC Porto com mais soluções, mas Benfica lidera



Jornal de Notícias
Nova época, velho líder e o top-4 do costume. Decorridas seis jornadas, o Benfica comanda a Primeira Liga com 16, seguido do Sporting com 15 e do FC Porto e do Braga com 13. Que balanço podemos fazer deste primeiro terço da primeira volta?

A tabela classificativa diz-nos, para já, que os encarnados estão a ser os mais fortes até ao momento. Além de terem mais pontos, são - a par do Sporting - o melhor ataque e - a par do FC Porto - a melhor defesa. Em 6 jornadas, até já tiveram 4 deslocações. Podemos considerar que a vitória caseira contra o rival Braga (3-1) foi um excelente resultado. Fora da Luz, o Benfica só conhece o sabor da vitória. As vítimas foram o Chaves, o Arouca, o Nacional e o Tondela, 4 equipas que lutam pela permanência nesta liga. A equipa de Rui Vitória apenas regista um resultado negativo: empate em casa com o Setúbal. Diria que este Benfica tem cumprido, mas ainda não existem motivos para euforias.

Tal como na época passada, a equipa que melhor futebol tem praticado no início desta temporada tem sido o Sporting. Com ainda 3 campeões europeus no onze base, os pupilos de Jorge Jesus têm mostrado a sua superioridade em relação aos seus adversários, exceto o Rio Ave. Poucos dias depois de quase ter conseguido um brilharete no Santiago Bernabeu, o Sporting perdeu por 3-1 em Vila do Conde, numa partida em que foi banalizado por uma equipa com personalidade.

Com a chegada de um novo treinador, o FC Porto passou a ter uma nova filosofia de jogo, assim como uma gestão diferente do plantel. Numa fase em que a equipa precisa de se encontrar, estas mudanças constantes não se têm revelado benéficas para a equipa. No entanto, há apenas um resultado verdadeiramente comprometedor até ao momento a registar para a Liga frente ao Tondela, visto que a derrota em Alvalade é desculpável porque se trata de um super-Sporting. Sem razões para dramas, é necessário encontrar uma base de 6-7 jogadores que formaria a espinha dorsal, o que não é fácil quando se tem um plantel tão rico em opções de qualidade.

Os Gverreiros do Minho não quiseram assumir-se como candidatos ao título. Como tal, a menor regularidade da equipa de José Peseiro não é - para já - preocupante. Até já registaram um triunfo precioso em Guimarães (1-0). No entanto, correndo claramente por fora em relação aos lugares da Champions, terá de ter cuidado com a prestação dos rivais Vitória Sport Clube e Rio Ave Futebol Clube que, ao contrário do Braga, não terá de se preocupar com competições europeias e têm 10 pontos conquistados até ao momento.Os Gverreiros do Minho não quiseram assumir-se como candidatos ao título. Como tal, a menor regularidade da equipa de José Peseiro não é - para já - preocupante. Até já registaram um triunfo precioso em Guimarães. No entanto, correndo claramente por fora em relação aos lugares da Champions, terá de ter cuidado com a prestação dos rivais Vitória Sport Clube e Rio Ave Futebol Clube que, ao contrário do Braga, não terá de se preocupar com competições europeias.

miércoles, 4 de mayo de 2016

Como fazer um Leicester português em condições "low cost"?


O Leicester acabou de confirmar o maior conto de fadas da história do futebol. Um dos clubes mais pobres da Premier League sagrou-se campeão nacional pela primeira vez... e a duas jornadas do fim! Seria possível isso acontecer em Portugal? 

martes, 1 de marzo de 2016

Quem tem mais hipóteses de ser campeão?


Desporto Sapo
É inegável que o futebol é uma modalidade imprevisível - principalmente o português -, mas vamos supor que os 4 primeiros da Liga NOS vencem os seus jogos em casa. Quais são as contas dos candidatos ao título/Champions nas últimas 10 jornadas, considerando nos jogos fora?

Arquívo