martes, 4 de marzo de 2014

Paulo Fonseca não tem desculpa...

Numa altura em que se fala numa saída iminente do atual treinador, a direção certamente estará a preparar de certa forma a próxima época. Muitos comentadores de futebol têm tentado convencer os espetadores de que este plantel é um dos mais fracos de sempre, mas discordo por completo!

Não vale a pena estarmos com meias palavras e tentar justificar o mau desempenho do Paulo Fonseca com a fraca qualidade deste plantel. Desde o início da época, o FCPorto já mostrava sinais de que o trabalho e as ideias do treinador estavam a ter um impacto negativo no futebol praticado pelos portistas.

A vontade de sair também não são explicação, porque essa - se apareceu - só surgiu quando a equipa começou a ter maus resultados. Se a equipa estivesse nos oitavos da Champions, estariam todos de corpo e alma.

Portanto, Paulo Fonseca não é o único, mas é claramente o principal culpado. O pior registo de sempre na fase de grupos da Champions, perder em casa para o campeonato 5 anos depois, 4 derrotas no campeonato depois de uma derrota nas 3 épocas transatas, etc. não se justificam neste plantel.

Perdeu-se, é verdade, para muitos o melhor médio-centro do mundo e um semi-titular James Rodríguez, ou seja, só se perdeu um jogador fundamental. Por outro lado, ganhámos o fora de série Quintero, o box-to-box Herrera, o goleador e raçudo médio-ofensivo Josué, Carlos Eduardo, Licá, o potentíssimo Ghilas e o promissor Reyes. Este plantel é mais forte!!!!

Como é que podemos explicar as súbitas ausências de Quintero, Licá e de Defour? Porque é que Ghilas e Kelvin não jogam? Este plantel é demasiado equilibrado para jogar apenas com onze, toda a gente tem de jogar...

No hay comentarios:

Publicar un comentario

Arquívo