viernes, 5 de septiembre de 2014

A Crónica de Segunda: Especial Seleção Nacional

A Seleção Nacional defronta amanhã a Albânia, em jogo relativo à primeira jornada da fase de qualificação para o Euro 2016. Os primeiros dois apuram-se diretamente, o melhor terceiro também e todos os outros disputam as restantes 4 vagas na competição. O Europeu da França terá, pela primeira vez, 24 seleções.

Paulo Bento fez algumas alterações em relação às últimas convocatórias, é verdade, mas esperava-se uma espécie de revolução nesta seleção. Essa questão já foi abordada no Barboville Blog e está visível do lado direito do blog nos destaques da semana (Sugestão da Semana).

Dentro do leque de eleitos, o selecionador nacional deverá apostar num onze com poucas surpresas, confirmando a sua tendência conservadora. Existem algumas dúvidas: Neto ou Ricardo Costa? William Carvalho ou Miguel Veloso? Vieirinha ou Bruma?

A Albânia, que tem em Lorik Cana a sua principal estrela, é uma seleção mediana que teima em ficar em quinto lugar nas fases de qualificação. Foi assim nos últimos 10 anos, apenas em 2004 conseguiu ficar em quarto lugar. Está atualmente no lugar 67 do Ranking da FIFA.

É provavelmente a seleção com menos argumentos do nosso grupo, depois da Arménia. Estas duas seleções terão muitas dificuldades para conseguir um lugar nos primeiros 3 com seleções poderosas como Portugal, Sérvia e Dinamarca.

Esta seleção poderia ser bastante mais forte se pudesse contar com jogadores como Januzaj, Mehmedi, Dzemaili, Xhaka, Shaqiri, Behrami, entre outros, que têm nacionalidade albanesa, mas optaram por jogar por seleções mais competitivas. Tal como Portugal, a Albânia também é um país de números elevados de emigrantes. A única diferença é que os albaneses não têm tendência a ter o mesmo orgulho e paixão pelo país de origem como os portugueses. E isso reflete-se na seleção nacional...

O selecionador Giovanni de Biasi costuma alinhar num 4x4x2 ou num 4x5x1. Aposta frequentemente no contra-ataque com um futebol direto, explorando principalmente a velocidade dos extremos. Por vezes, até joga sem ponta de lança.

Onze provável: Rui Patrício; João Pereira, Pepe, Neto, Coentrão; William Carvalho, Moutinho, Raúl Meireles; Nani, Vieirinha e Éder

No hay comentarios:

Publicar un comentario

Arquívo