sábado, 6 de septiembre de 2014

A elevada rotatividade de Lopetegui traduzida em números



Lopetegui afirmou, na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o Moreirense, que o futebol e a matemática não casam. No entanto, a estatística pode sustentar uma análise futebolística. 

Calculámos o tempo de utilização do plantel do FCPorto, atribuindo pontos a cada 15 minutos de jogo. É muito simples: Um ponto (0-15 minutos), 2 pts (16-30), 3 pts (31-45), 4 pts (46-60), 5 pts (61-75), 6 pts (76-90), 7 pts (jogo todo).

É difícil determinar o que é jogar com regularidade. Se tivermos de estabelecer um número mínimo, creio que ter, em média, um ponto por jogo é razoável. Ou seja, neste momento, 18 jogam com regularidade no FCPorto. Em termos de valorização de ativos e preocupação com o ritmo competitivo dos jogadores, não há nada a apontar ao treinador espanhol.
  • Jackson, Fabiano, Maicon e Martins Indi são totalistas e têm, portanto, 35 pontos
  • Danilo, Óliver e Casemiro somam 28 pontos
  • Alex Sandro e Brahimi já têm 25 pontos
  • Segue Herrera com 23 pontos obtidos
  • O miúdo Rúben Neves é a grande sensação desta época com 22 pontos
  • Depois temos um pequeno fosso, onde aparece Adrián com 14 pontos
  • Quaresma, para surpresa de muitos, está longe de ser um dos mais utilizados: 13 pontos
  • O ex-estorilista Evandro aparece na 14ª posição com 10 pontos conquistados
  • O extremo ou lateral Ricardo Pereira tem sido aposta, soma 8 pontos
  • José Ángel estreou-se, no domingo, em jogos oficiais e não foi substituído: 7 pontos
  • Quintero não tem conseguido ser protagonista neste FCPorto, tem apenas 6 pontos
  • Tello falhou 2 jogos por lesão, foi titular por uma vez, soma 5 pontos
  • Reyes é o último jogador utilizado por Lopetegui, mas tem apenas 3 pontos
  • Andrés, Ricardo, Opare, Marcano, Otávio, Kelvin e Campaña ainda não somaram qualquer minuto de utilização

No hay comentarios:

Publicar un comentario

Arquívo