domingo, 21 de septiembre de 2014

#ACS Especial FCPorto

O FCPorto teve duas vitórias no mesmo dia. Tanto a equipa principal como a equipa B superaram os seus desafios sem sofrer qualquer golo. 1-0 e 6-0 foram os resultados desta quarta-feira.


Antevisão Dérbi da Invicta

Quem é que não tinha saudades de um FCPorto-Boavista? Já lá vão 6 anos desde a última vez que as equipas se encontraram, devido à injustiça de que os boavisteiros foram alvo. Agora só nos resta lamentar esse episódio triste no nosso futebol e usufruir hoje deste histórico dérbi portuense.

O FCPorto encontra-se no quarto lugar a um ponto do líder Vitória e o Boavista está em 16° com 3 pontos. Os boavisteiros podem ficar a 4 pontos dos portistas em caso de vitória no Dragão. Se o FCPorto vencer, ficará a 10 do rival da cidade do Porto.

Os portistas vêm de uma goleada moralizadora sobre o BATE Borisov para a Liga dos Campeões, mas o treinador não deixa a equipa entrar em euforias, garantindo que esses 6-0 já fazem parte da pré-história. O Boavista está igualmente com confiança para este dérbi, tendo em conta a vitória no último jogo com a Académica, e encara este jogo completamente sem pressão.

A última vez que o Boavista venceu o FCPorto no Dragão foi quase há 10 anos. Em novembro de 2004, Cafú marcou o único golo deste encontro. Já os últimos 3 duelos neste recinto foram de superioridade portista.

Fabiano e Andrés Fernández; Danilo, Martins Indi, Maicon, Marcano e José Angel; Casemiro, Rúben Neves, Evandro, Herrera, Brahimi, Quintero; Quaresma, Jackson, Tello, Adrián e Aboubakar são os eleitos de Lopetegui.


Sendo totalmente imprevisível tentar acertar no onze inicial do FCPorto, Lopetegui poderá apostar no seguinte: Fabiano; Danilo, Maicon, Martins Indi, José Ángel; Casemiro, Rúben Neves, Brahimi; Tello, Quaresma e Jackson.


Petit deverá apostar num onze defensivo, de contenção, provavelmente sem ponta de lança: Mika; João Dias, Lucas, Philipe, Anderson Correia; Tengarrinha, Anderson Carvalho, Beckeles, Mandiang; Zé Manuel, Brito

FCPorto-Oriental


Vários jogadores da equipa principal entraram no onze de Luís Castro. Ricardo Nunes, Opare, Reyes, Campaña, Otávio e Kelvin foram titulares. Os dragões venceram apenas por 1-0, mas foram muito superiores ao conjunto lisboeta. Ivo Rodrigues foi o autor do único golo.


O que salta à vista nos jogos do FCPorto B são as fracas audiências/assistências. Os portistas encaram estes jogos como o jogo dos miúdos, como se não fosse o clube que apoiam. Quem vencer a Segunda Liga também é campeão nacional, trata-se de um título importante. Os bilhetes são baratos e ver os jogos disputados em casa é gratuito porque dão no Porto Canal. Não há motivo para não ver, se houver disponibilidade para isso, claro.

Neste jogo jogaram 6 jogadores da equipa principal. Só por isso a partida era de enorme interesse. Era uma oportunidade única de ver as estreias de, por exemplo, Ricardo Nunes, do internacional ganês Opare, de Campaña e de Otávio com a camisola do FCPorto. Destaca-se a exibição do médio defensivo Campaña que esteve em bom plano.

Desengane-se se acha que a Segunda Liga não tem qualidade. É uma competição supercompetitiva com jogadores conhecidos e experientes espalhados por vários clubes. E pelo facto de as equipas disputarem cerca de 50 jogos (só 46 são para a Liga), os atletas jovens têm todas as condições para se mostrarem e crescerem, somando minutos contra jogadores muito experientes.

O último adversário dos portistas e recém-promovido Oriental conta nomes sonantes como Yago Fernández, o ex-benfiquista Bruno Aguiar, o ex-Belenenses Evandro Roncatto e o ex-sportinguista Carlos Saleiro, entre outros. É um apelo que faço aos leitores: vale a pena ver esta competição!

FCPorto-BATE Borisov


Demolidor, espetacular e recordista... São os adjetivos possíveis para caraterizar o FCPorto que "despachou" o BATE Borisov por 6-0, número recorde para o clube em jogos da Liga dos Campeões. E não há muito mais para dizer acerca de um jogo de sentido um único perante um adversário com jogadores interessantes mas muito desorganizado em termos defensivos.

Brahimi foi, uma vez mais, a grande figura deste jogo, ao apontar um hat trick com golos para todos os gostos. O internacional argelino está a assumir-se como um dos grandes protagonistas da atualidade esta época. Encaixou que nem uma luva neste estilo de Lopetegui, tanto descaído na ala como a 10 no meio campo.

DESTAQUES DA SEMANA DO LADO DIREITO

No hay comentarios:

Publicar un comentario

Arquívo