miércoles, 18 de marzo de 2015

Tiago Rodrigues: pérola em ascensão ou diamante por lapidar?


Como já é hábito, Tiago Rodrigues tem demonstrado um enorme potencial nos jogos da Liga NOS, independentemente da última derrota (2-1) em Coimbra, frente à Académica, não ter sido um dos seus melhores jogos, teve pormenores deliciosos durante o jogo que não deixaram indiferentes os espetadores presentes no estádio.


De destacar é a sua posição tática, trata-se de um jogador acima da média. A capacidade que o médio do Nacional tem em dar consistência ao miolo através da maior posse de bola, tem vindo a ser preponderante nesta segunda metade da época. Desde a sua entrada na equipa, é notório que as perdas de bola têm diminuído significativamente.

O atleta cedido pelo FCPorto é responsável pela organização do processo ofensivo da equipa, conseguindo variar entre ataques organizados e transições rápidas. Utiliza, portanto, um estilo de jogo mais direto. Muitas das vezes, o médio movimenta-se para o espaço livre na lateral direita e também se movimenta em progressão no corredor. Apesar de tais movimentações, o espaço central mantém-se equilibrado. Isso foi bem visível no último jogo frente à Académica.

Além disso, mostra uma excelente visão de jogo, fazendo passes rasgados para as linhas e ao primeiro toque, alargando assim, a diversidade nas soluções de ataque do Nacional. A nível defensivo, demonstra algumas lacunas, por ser um médio mais criativo, mas não compromete, mostrando sempre disponibilidade para as tarefas mais defensivas.

Mais em concreto sobre o jogo realizado no Estádio EFAPEL, em Coimbra, não foi dos jogos mais bem conseguidos por parte de Tiago Rodrigues. Fica para a história o livre direto do jovem médio que embateu na barreira.

O atleta, formado no Vitória de Guimarães, viu ainda o quinto amarelo e falha assim a receção ao FCPorto, clube com o qual está contratualmente ligado. É importante realçar que fez inúmeras faltas durante os 90 minutos, pelo que poderia ter visto o segundo amarelo.


A equipa de Manuel Machado tentou, com remates de longa distância, tentar invadir a baliza adversária. No entanto, a estrutura defensiva organizada da Académica conseguiu dificultar a tarefa de Tiago e companhia. 

Foi uma vitória justíssima da Académica que assim soma o 10º ponto seguido nos últimos quatro jogos (3 Vitórias e 1 empate) fazendo com que, o treinador conimbricense José Viterbo consiga o melhor arranque, em jogos oficiais, entre treinadores da Académica.

Lúcio Neves

1 comentario:

  1. É um jogador com um enorme futuro pela frente... Acredito que ainda pode vir a ser uma opção para a equipa principal do FCP. O tempo o dirá... Para já, tem mostrado qualidade ;)

    ResponderEliminar

Arquívo