lunes, 15 de junio de 2015

E se o Celta e o Depor jogassem em Portugal?


Graças às suas regiões autónomas, a Espanha tem uma coexistência de identidades que, por vezes, chocam entre si. Já se falou muito na possibilidade de o Barcelona integrar a Ligue 1 fruto da possível independência da Catalunha, mas a possibilidade de os grandes da Galiza jogarem em Portugal nunca veio à baila. Será que não sairíamos todos a ganhar com isto?

O Deportivo e o Celta já viveram tempos melhores no futebol espanhol. A equipa de Vigo tem um quarto lugar como melhor resultado de sempre, tendo sido em 2004 a última vez que logrou tal proeza. O Deportivo até já foi campeão espanhol em 2000. Estão desde 2012 na Liga BBVA. 

A nível europeu, o Deportivo representou Espanha por 9 vezes na UEFA, tendo conseguido em 2004 uma meia final perdida para o FC Porto. Quanto ao Celta, foram 9 as presenças nas provas da UEFA, sendo uma na Liga dos Campeões em 2004.

Partilhando o campeonato com Real Madrid e Barcelona, os dois clubes mais populares e dos mais ricos do mundo, com os históricos e também poderosos Athletic, Atlético, Valência e Sevilha assim como outros clubes com algum poderio económico, é uma luta desigual para Deportivo e Celta chegarem às provas da UEFA. O principal objetivo terá de passar sempre pela manutenção, o que nem sempre é conseguido.

Tendo em conta esta situação delicada destes clubes e a falta de clubes com grandes massas adeptas, seria, pelo menos, uma hipótese a considerar para o futuro convidar os grandes da Galiza a inscreverem-se nas nossas ligas profissionais. 

O atual regulamento da federação não permite a entrada direta de um clube nestas competições. No entanto, a nossa proposta também passa por desbloquear. Mediante o pagamento de uma verba relativamente elevada (entre os 200 mil e 1 milhão de euros por equipa), haveria a possibilidade de equipas se inscreverem na Liga de Clubes.

Recorde-se ainda que o modelo prevê uma reestruturação - a médio/longo prazo - em que passariam a existir 3 ligas profissionais, nas quais participariam 82 equipas (com o incentivo para a criação de equipas B e C no segundo e no terceiro escalão).

No hay comentarios:

Publicar un comentario

Arquívo