martes, 21 de julio de 2015

Um Paços renovado mas em condições de sonhar


Depois de um enorme balde de água fria no final de época com falhanço do apuramento para as provas europeias, o Paços de Ferreira prepara a nova temporada com Jorge Simão no comando técnico. Novo treinador, novas ideias e uma nova equipa. O que esperar deste Paços?


Na baliza, o Paços reforçou-se com Marafona, passando a ter dois belíssimos guardiões para atacar o regresso à Liga Europa. Apesar da qualidade do ex-Moreirense, Defendi deverá ser o eleito para a titularidade.

Quanto à defesa, a ala direita foi totalmente renovada. Saíram Jaílson e Rodrigo Galo, entraram João Góis e Bruno Santos. Ao que tudo indica, Góis, titularíssimo no Chaves na época passada, começará a época oficial no onze. Os centrais titulares devem ser os mesmos do final da época passada, nomeadamente Fábio Cardoso e Ricardo. Hélder Lopes assumirá o lado esquerdo.

No meio campo, estamos perante uma revolução. Séri e Sérgio Oliveira, que compunham um dos melhores miolos da Liga NOS, saíram e o Paços apenas se reforçou com Lorran e Christian, tendo feito regressar os emprestados Rúben Ribeiro, Romeu, Vasco Rocha e Rodrigo Antônio. Ainda poderá haver entradas e saídas, mas o miolo pacense voltará a ter 3 elementos. É difícil fazer uma previsão neste momento, mas a nossa aposta, tendo em conta as ideias do novo treinador, recai em Rodrigo Antônio, Christian e Rúben Ribeiro.

O ataque é o setor que está mais bem servido. Hurtado, Manuel José e Cícero são os favoritos para os 3 lugares da frente, mas também é certo que Roniel, Bruno Moreira, Edson Farías e Diogo Jota jogarão com muita regularidade. Destaco principalmente Diogo Jota, um jovem de apenas 18 anos que se tem destacado na pré-época e que, apesar da idade, promete dar luta a Bruno Moreira e a Cícero na posição mais adiantada.

O balanço que se faz até agora é que o plantel está quase fechado, faltando, pelo menos, mais uma opção de qualidade na defesa e outra no miolo mais defensivo. Se essas lacunas forem solucionadas, os Castores têm tudo para entrar na luta pelo quinto/sexto lugar da Liga NOS.

No hay comentarios:

Publicar un comentario

Arquívo